Educação Digital 9min de Leitura

Análise de Vulnerabilidade, tudo que você precisa saber

homem realizando uma análise de vulnerabilidade

This post is also available in: Português

Ameaças virtuais surgem a todo instante e representam um grande desafio para profissionais de tecnologia que necessitam garantir segurança para os dados e para os resultados das empresas.

Notícias sobre ataques virtuais bem sucedidos, que causam prejuízos financeiros, e danos para a imagem dos negócios, são cada vez mais frequentes, ganhando espaço nos principais noticiários.

Os impactos gerados por roubo e vazamento de dados são ainda mais nocivos para os negócios, tendo em vista as sanções prevista pela LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), brasileira.

Mediante este cenário, manter a continuidade e a eficiência dos produtos e processos de segurança, é fundamental para qualquer tipo de empresa. Firewalls, antivírus, IDS/IPS, backup representam recursos importantes em uma estratégia de segurança, contudo, em alguns casos, é preciso ir além, atuando de forma proativa na identificação de vulnerabilidades que podem ser exploradas por cibercriminosos.

A Análise de vulnerabilidades é um serviço especializado que incrementa a estratégia de segurança das empresas, independentemente do seu porte ou segmento de atuação.

Como o próprio nome sugere, a análise de vulnerabilidade é um processo que visa reconhecer, analisar e classificar falhas relacionadas à segurança digital de um ambiente. Com o resultado, é possível entender os pontos fracos no contexto de segurança, subsidiando e direcionando o processo de correção das vulnerabilidades.

Continue a leitura deste conteúdo para aprofundar seus conhecimentos nos conceitos associados à análise de vulnerabilidade, incluindo: o que é, qual o objetivo, a importância para sua empresa, os benefícios, como realizar, principais ferramentas para profissionais, entre outras informações.

Tópicos abordados:

  • O que é análise de vulnerabilidade?
  • Qual o objetivo da análise de vulnerabilidade?
  • Qual a importância para as empresas?
  • Benefícios de realizar análise de vulnerabilidade
  • Como realizar
  • Principais ferramentas para profissionais

O que é análise de vulnerabilidade?

Primeiramente, vamos explicar o que é uma análise de vulnerabilidade para um melhor entendimento.

Em geral, a análise de vulnerabilidade trata do processo de identificação de vulnerabilidades presentes na estrutura tecnológica de uma empresa – independente do seu porte ou segmento -, que acabam expondo-a a ameaças.

Neste processo, são considerados sites e aplicações web, aplicativos móveis, redes wireless, rede interna e externa, entre outros. Qualquer sistema e infraestrutura que manipule ou trafegue dados está sujeito a alguma vulnerabilidade.

A análise de vulnerabilidade encontra falhas que podem ser exploradas com o objetivo de prejudicar o trabalho da empresa, seja em razão de uma falha de funcionamento ou pela ação de um cibercriminoso.

Ela realiza um mapeamento de todos os sistemas que possam conter vulnerabilidades, delimitando esses resultados a partir de relatórios gerenciais e técnicos.

Tendo todos os dados mapeados, é possível atenuar as possíveis vulnerabilidades que foram encontradas, proporcionando maior segurança ao ambiente em questão.

Como surgem as vulnerabilidades?

As vulnerabilidades podem apresentar diversas origens. Podendo estar associadas a componentes de hardware e software, conhecidos, e cuja a correção está associada a uma atualização disponibilizada pelo próprio fabricante. Ou então vulnerabilidades ainda não conhecidas, passiveis de exploração por cibercriminosos.

Também existem vulnerabilidades geradas por ações humanas, reflexos de ações geradas intencionalmente, ou não, por usuários.

Veja a seguir exemplos de origens comuns de vulnerabilidades:

  • Atualizações de softwares e sistemas operacionais que contenham vulnerabilidades conhecidas;
  • Ações que exponham a empresa ao risco de acesso por parte de cibercriminosos;
  • Uso errôneo do hardware;
  • Protocolos desatualizados;
  • Configurações erradas de firewall;
  • Design mal planejado das soluções;
  • Erros de programação e de desenvolvimento;
  • Falta de configurações internas da rede para promover segurança;
  • Falhas humanas.

Qual o objetivo da análise de vulnerabilidade?

O principal objetivo da aplicação desse tipo de análise na empresa, é identificar todas as falhas que existem e que podem prejudicar seriamente o negócio.

É importante destacar que as vulnerabilidades não são constantes, podendo aparecer a qualquer tempo durante a vida útil de hardwares e de sistemas. Portanto, a análise de vulnerabilidade precisa ser realizada de forma contínua.

Abaixo, listamos mais alguns dos objetivos da análise de vulnerabilidade:

  • Identificar e classificar falhas de softwares que possam comprometer seu desempenho, funcionalidade e segurança;
  • Subsidiar decisões associadas a substituição de hardwares e softwares da infraestrutura tecnológica da empresa;
  • Subsidiar otimização nas configurações de softwares deixando-os menos suscetíveis a ataques;
  • Subsidiar melhorias constantes nos controles de segurança;
  • Documentar os níveis de segurança atingidos para fins de auditoria e compliance com leis, regulamentações e políticas.

Já o principal entregável da Análise de Vulnerabilidade é um relatório com informações essenciais sobre todas as ameaças encontradas e respectivas classificações de risco.

Este relatório serve como referência para priorização de investimentos em infraestrutura e tecnologia. Além disso, o relatório é essencial para as etapas de correção das vulnerabilidades, que devem ser executadas logo após a finalização deste processo.

O relatório apresenta informações suficientes para que profissionais identifiquem o nível de exposição da empresa a ameaças virtuais e tomem atitudes muito mais assertivas visando a proteção do ambiente.

Qual a importância da análise de vulnerabilidade para as empresas?

Estando ciente dos riscos que a empresa corre, fica mais fácil preparar-se para qualquer eventualidade. É por isso que aplicar a análise de vulnerabilidade é essencial para boa parte dos negócios.

Ela fornece informações para identificar problemas, subsidiando a execução de ações corretivas e minimizando as chances de sucesso de ataques virtuais que podem causar prejuízos representativos ao patrimônio e imagem da empresa.

Além disso, a análise de vulnerabilidade é essencial para profissionais de tecnologia que desejam elevar os níveis de segurança das estruturas tecnológicas, que suportam toda a operação do negócio, sendo parte essencial do core business.

Vulnerabilidades tecnológicas podem ser altamente prejudiciais ao negócio. Afinal, a maior parte das operações críticas dependem, em algum nível, de tecnologia para serem executadas.

A análise evidencia os diferentes tipos de riscos aos quais a estrutura tecnológica está exposta, o que permite encontrar vulnerabilidades em diferentes níveis de profundidade, chegando ao ponto de identificar problemas nos hardwares que compõem a infraestrutura da empresa.

Ao subestimar o poder de uma vulnerabilidade, uma série de problemas a curto e longo prazo podem vir a ocorrer. Tais como:

  • Aumento da chance de sucesso de ataques virtuais;
  • Indisponibilidade de softwares essenciais para a operação;
  • Vazamento de informações críticas para o negócio;
  • Sequestro de dados;
  • Indisponibilidade de hardwares que desempenham papel crítico na estrutura de rede;
  • Impactos sobre a imagem da empresa.

A análise de vulnerabilidade protege a organização a longo e curto prazo, minimizando as chances de problemas de maneira antecipada.

A segurança é uma parte essencial de qualquer organização, especialmente daquelas que dependem da tecnologia para operação, pois as vulnerabilidades na estrutura podem representar grandes problemas, capazes de comprometer a sobrevivência do negócio.

Benefícios de realizar análise de vulnerabilidade

Aplicar a análise de vulnerabilidade pode trazer muitos benefícios para o negócio na proteção contra qualquer tipo de ameaça.
Confira abaixo alguns desses benefícios.

Rapidez na identificação de falhas

Como já citado anteriormente, as falhas podem aparecer a qualquer momento. A análise de vulnerabilidade constante vai permitir que o gestor mantenha uma visão geral dos seus ambientes, reduzindo riscos e evitando que eles se tornem problemas.

Continuidade dos negócios

A análise de vulnerabilidade assegura que a maior parte dos riscos seja trabalhada antes que se tornem um problema, pois o objetivo maior é dar continuidade às operações e minimizar as interrupções dos serviços.

Melhoria na confiabilidade e integridade dos dados

Manter os sistemas seguros para garantir a confidencialidade dos dados sob responsabilidade do seu negócio é imprescindível, pois evita impactos negativos sobre a imagem da empresa.

Auxilio na melhoria de políticas de segurança

As falhas humanas são um dos fatores que geram riscos dentro das organizações.

A partir da análise de vulnerabilidade, é possível identificar itens de não conformidade na política de segurança. Tais informações devem ser utilizadas no aprimoramento dos processos internos. Envolver as pessoas, para que as mesmas façam parte ativamente da estratégia de segurança, eleva os níveis de proteção da empresa.

Como realizar a análise de vulnerabilidade?

A análise de vulnerabilidade deve ser realizada por profissionais com vasta experiência em infraestrutura e segurança digital. Caso a empresa não possua competência interna, para desenvolvimento de tal atividade, terceirizar o serviço com empresa especializada, representa uma boa alternativa.

A análise faz uma varredura em sistemas e aplicações, as ferramentas listam essas vulnerabilidades, o analisa confere o que foi encontrado, avalia com base em algumas métricas (como CVSS) as mais críticas.

A aplicação da análise de vulnerabilidade apresenta algumas rotinas básicas que procuram identificar as falhas que existem em uma infraestrutura de TI, classificando-as de acordo com a necessidade de intervenção. Ou seja, indo da falha mais crítica para a falha menos crítica, para que seja possível priorizar os principais pontos e fazer uma correção inicial, aprimorando a segurança da informação do negócio aos poucos.

Confira as principais atividades de uma análise de vulnerabilidade.

Identificar todos os ativos de Tecnologia da Informação

Primeiramente, deve-se conhecer todos os ativos de tecnologia que fazem parte da infraestrutura da empresa, como software e hardware. Com esse levantamento, é possível ter uma ideia de onde se encontram as principais vulnerabilidades e quais são as atividades críticas que devem ser tratadas.

Fazer um scan para identificar vulnerabilidades

É altamente recomendável que se utilize uma ferramenta de scan de vulnerabilidades periodicamente. Esta atitude, possibilita identificação e correção frequente de vulnerabilidades na estrutura.

Após diminuir todas as vulnerabilidades a um nível que possa ser aceito, tudo o que não foi detectado é visto como risco residual.

Realizar testes de penetração

Um dos procedimentos de avaliação de vulnerabilidade mais usados é o teste de penetração, que envolve verificações de segurança com objetivos específicos, adotando uma abordagem agressiva que simula uma invasão. O teste de penetração pode, por exemplo, buscar descobrir informações de um usuário ou indisponibilizar alguma aplicação, além de outros objetivos comuns a usuários mal-intencionados.

Listar as principais vulnerabilidades e corrigi-las

A listagem de vulnerabilidades serve como um guia na hora de realizar as correções, pois vão ser determinadas soluções conforme a importância de cada uma das falhas que foram encontradas, a fim de corrigir todas elas.

Manter um controle constante

A análise de vulnerabilidade deve ser feita periodicamente para garantir a segurança dos dados a todo momento. Portanto, é recomendado que se determine um período de tempo no qual a análise de vulnerabilidade vai ser feita e assim que um novo ativo for atualizado de alguma forma, ou incluído na infraestrutura, aplica-la.

É muito importante contar com uma empresa especializada em segurança da informação para realizar o monitoramento constante desses processos. A verificação deve acontecer sistematicamente, pois muitas vulnerabilidades podem acontecer após uma atualização de hardware ou software.

Ferramentas que auxiliam profissionais de tecnologia

O processo de análise de vulnerabilidade é realizado por profissionais qualificados e com ferramentas específicas para identificar as falhas que podem significar ameaças a estrutura tecnológica da empresa.

Abaixo, serão apresentadas algumas ferramentas para profissionais de tecnologia que queiram dar os primeiros passos rumo ao desenvolvimento de habilidades nesta área.

Scanner de vulnerabilidade OpenVAS

O scanner de vulnerabilidade OpenVAS é a ferramenta de análise de vulnerabilidades que permite aos profissionais verificar os servidores e dispositivos de rede, graças a sua natureza abrangente.

Esses scanners procurarão um endereço IP e verificarão qualquer serviço aberto, incluindo portas expostas, configurações incorretas e vulnerabilidades nas instalações existentes.

Após concluída a verificação, um relatório automatizado é gerado, permitindo análise e subsidiando o processo de correção.

O OpenVAS também pode ser operado a partir de um servidor externo, fornecendo a perspectiva do cibercriminoso, identificando as portas ou serviços expostos, antes que os mesmos sejam explorados.

Nexpose Community

A Nexpose Community é uma ferramenta de verificação de vulnerabilidade desenvolvida pela Rapid7, que possui código aberto e cobre a maioria das verificações de rede.

A versatilidade dessa solução é uma vantagem para os administradores de TI, pois pode ser incorporada a um Metaspoit framework, capaz de detectar dispositivos no momento em que os mesmos acessam a rede.

Também monitora as exposições de vulnerabilidade ao mundo real e, acima de tudo, identifica as características das ameaças, subsidiando o desenvolvimento de correções.

Nessus Vulnerability Scanner

O Nessus Professional, da Tenable, é uma ferramenta para profissionais de segurança, que buscam por vulnerabilidades em uma ampla variedade de sistemas operacionais e aplicativos.

Ele cria um procedimento de segurança proativo, identificando as vulnerabilidades antes que os cibercriminosos explorem as mesmas para promover danos dos mais variados tipos à empresa.

Vulnerability Manager Plus

O Vulnerability Manager Plus fornece análises baseadas em invasores, permitindo que os profissionais verifiquem as vulnerabilidades sob a perspectiva de um hacker.

Outros destaques do Vulnerability Manager Plus são verificações automáticas, avaliação de impacto, avaliação de riscos de software, configurações incorretas de segurança, aplicação de patches, scanner de mitigação de vulnerabilidades Zero Day e teste de penetração e proteção de servidores web.

Wireshark

O Wireshark é considerado um dos mais poderosos analisadores de protocolo de rede do mercado.

É usado por muitas agências governamentais, empresas, serviços de saúde e outras indústrias para analisar tráfego de rede e outros itens associados a análise de vulnerabilidade. O software pode ser utilizado em ambientes que possuam dispositivos Linux, macOS e Windows.

Outros destaques do Wireshark incluem o analisador de pacotes padrão, os dados da rede podem ser analisados usando uma GUI, poderosos filtros de exibição, análise de VoIP, suporte de decriptografia para protocolos como Kerberos, WEP, SSL/TLS e muito mais.

É importante ressaltar que a análise de vulnerabilidade não tem o objetivo de remediar sinistros de segurança digital. Busque por recursos que elevem a segurança digital na empresa, seja através de iniciativas internas, ou prestadores de serviços especializados.

Precisando de auxílio para execução da Análise de Vulnerabilidade em sua empresa? Conheça o serviço oferecido pela OSTEC com foco em análise de vulnerabilidades e conte com a experiência de especialistas certificados para realização desta atividade.

Se ainda possui dúvidas sobre o tema, fique à vontade para contatar um de nossos especialistas.

This post is also available in: Português