Antispam corporativo

Antispam: Conheça o conceito e principais técnicas

Post disponível em / disponible en / available in: Português Español

Tempo de leitura: 4 minutos

Ainda que tenha apresentado uma queda de 4% de 2017 para 2018, o número de e-mails indesejados enviados mundialmente continua alto. Segundo o site securelist.com, 52% dos e-mails são classificados como anúncios indesejado ou spam. O Brasil ocupa a 5a posição neste ranking, sendo responsável por 4,87% dos envios.

Este tipo de prática gera uma série de problemas, principalmente em se tratando de empresas. Perda de tempo para classificação das mensagens legítimas, ocorrência de phishing e malwares dos mais variados tipos, sobrecarga do serviço de e-mail, necessidade de investimento em ferramentas para controle de spam (antispam), entre outros.

Neste blog post, será apresentado um conteúdo introdutório para ambientalização sobre o spam, além de orientações iniciais para reduzir os impactos negativos gerados pelos mesmos nas estruturas corporativas. Continue a leitura!

O que é e como surgiu o SPAM?

De modo geral, o spam é uma mensagem enviada sem a aprovação ou o pedido do destinatário. Quem realiza este tipo de atividade é conhecido como spammer, e a prática é denominada de spamming. Em grande parte dos casos, o spam é enviado para uma enorme quantidade de endereços podendo ter conteúdo de propaganda ou conteúdos que visão trazer dano ao equipamento e obter informações dos usuários.

O surgimento do Spam está envolto em controvérsia, contudo, apresentaremos a versão que relata o surgimento em 5 de março de 1994. No dia em questão, dois advogados, Canter e Siegel, enviaram mensagens de propaganda de uma loteria norte americana, para um grupo de discussão da USENET, o que gerou grande transtorno e indignação por parte dos assinantes.

Aproximadamente um mês após o ocorrido, não contentes com a repercussão do primeiro envio, os dois advogados repetiram o ato (12 de abril), em proporções ainda maiores, fazendo envio em massa de propaganda, para vários grupos e discussão, também da USENET, utilizando um software para automatizar o processo.

Prejuízos do spam para o seu negócio

O Comitê Gestor da Internet no Brasil disponibiliza uma página específica, o antispam.br que, além de outras coisas, fala um pouco dos prejuízos que o spam pode trazer para o seu negócio.

Um dos grandes problemas gerados por essa prática é a perda de produtividade de quem recebe. O usuário que tem muito spam em sua caixa de entrada precisa selecionar e excluir um a um e ainda, se quiser evitar novas mensagens indesejadas, precisa marcar como spam e até bloquear o remetente. Os poucos segundos fazendo isso podem fazer uma grande diferença ao final de uma semana, por exemplo.

O recebimento massivo de spam pode lotar uma caixa de entrada, causando uma perda de tempo enorme para eliminação total dos itens indesejados recebidos e, principalmente, impedindo que mensagens importantes cheguem, já que muitas vezes o volume faz com que o limite de espaço da caixa de e-mail do usuário seja excedido.

E, claro, devemos lembrar também que o spam pode gerar prejuízos através do roubo de informação, instalação de vírus e outras técnicas de phishing.

Técnicas antispam para empresas

Com recursos de prevenção à perda de dados, os antispams corporativos funcionam, acima de tudo, com filtragens e bloqueios profundos de entrada e saída de e-mails. Dessa forma, a empresa pode:

  • Configurar a solução antispam para não permitir o envio/recebimento de mensagens que contenham termos específicos;
  • Impossibilitar emissão/recebimento de anexos com determinados formatos e/ou conteúdos;
  • Estipular um padrão máximo de tamanho do arquivo por envio;
  • Controlar lista de destinatários ou de remetentes que podem trocar e-mails com usuários corporativos;
  • Criar políticas onde conteúdos, remetentes ou destinatários suspeitos fiquem em quarentena antes do e-mail ser efetivamente enviado;
  • Implantar limite de envio de e-mails por usuários, que acidentalmente podem ser infectados e enviar informações para fora indiscriminadamente, ou então, usar o serviço de e-mails legítimo para enviar spams em nome de outras pessoas;
  • Auditoria de e-mails de forma transparente, tanto para envio quanto recebimento de e-mails.

Como aplicar um software antispam em minha empresa?

Se você já entendeu como um antispam corporativo funciona e quais os benefícios que ele pode trazer para o seu negócio, chegou a hora de conhecer um pouco mais sobre a solução que oferecemos para minimizar a incidência de spam no e-mail corporativo.

Primeiro, aconselhamos que você faça nosso diagnóstico de segurança de e-mails, totalmente gratuito. Através dele é possível qual o nível de maturidade do negócio em se tratando de e-mail, além de entender os pontos fracos que podem ser melhorados e, claro, que soluções podem ser aplicadas para evitar spam no seu e-mail corporativo.

Ou então, fique à vontade para fazer contato com um de nossos especialistas. São 30 minutos para esclarecer todas as suas dúvidas. Auxiliaremos você a acabar de vez com as mensagens indesejadas recebidas por e-mail, trazendo mais produtividade, segurança e, claro, lucratividade para o seu negócio.

 

ostec
ostec@ostec.com.br
No Comments

Post A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.