Tipos e características de backup de dados

Backup de dados, entenda os tipos e características

Post disponível em / disponible en: Português

Tempo de leitura: 5 minutos

Nos últimos anos, uma série de sequestro de dados assustou pessoas e empresas de todos os cantos do mundo. Um dos mais devastadores ataques, o WannaCry, infectou cerca de 300 mil computadores em aproximadamente 150 países. A ameaça abalou e desestruturou diversas empresas, que não seguiam princípios básicos de proteção, referenciados nos manuais de boas práticas em segurança da informação.

Em se tratando de segurança, prevenção é sempre o melhor caminho, soluções de segurança de perímetro, como firewall UTM, antivírus, DLPs, são alguns exemplos de soluções para evitar ocorrências associadas a perda ou vazamento de dados. Contudo, as empresas também devem estar preparadas para sinistros que ultrapassem as barreiras de segurança existentes sobre o perímetro da rede corporativa. Neste sentido, backup de dados são procedimentos vitais para o dia a dia do negócio, independentemente do tamanho, porte ou ramo de atuação da empresa.

Para saber mais sobre backup, seus tipos e principais características, continue a leitura deste blog post.

Plataformas de Backup

Antes de falarmos sobre os tipos mais convencionais de backup, precisamos fundamentar as principais formas de realização do procedimento. Os backups podem ser feitos localmente e/ou em nuvem.

Backup local/caseiro

Este tipo de backup é frequentemente realizado em dispositivos físicos (hardwares) dentro da organização. Ainda que seja uma potencial opção, é um método antigo – raramente utilizado por empresas que possuem dados críticos em sua estrutura.

As possibilidades variam em CD/DVD, para um volume extremamente (e exclusivamente) mínimo de dados; HD Externo, que, embora seja uma alternativa mais caseira, apresenta espaço de armazenamento relativamente maior; e Fitas LTO, uma tecnologia altamente resistente e com grande capacidade, vastamente usada para manter dados empresariais.

É importante salientar, no entanto, que este formato de backup nem sempre é o mais eficiente. Isso porque, em casos de desastres naturais – ou incidentes de segurança, falhas técnicas e erros humanos –, os dados podem ser facilmente perdidos. Uma possibilidade para contornar estes desafios, contudo, é fazer a replicação dos dados para outro servidor que esteja em um local físico diferente. Desta forma, os dados ficarão isolados em um ambiente distinto, conferindo maior garantia para a estrutura de backup e consequentemente para o dado corporativo.

Backup em nuvem/externo

Uma outra forma de backup – este fortemente utilizados nos dias atuais – é a contratação de serviços em nuvem. Eles são muito eficientes, inclusive para contornar os problemas mencionados no tópico anterior. É também um método amplamente utilizado por apresentar elevado grau de segurança. Para isso, no entanto, a empresa precisa selecionar dados vitais para o negócio, para não inviabilizar o projeto, e ter os recursos necessários para a implantação do serviço.

De forma resumida, backup em nuvem é um procedimento comum de cópias de segurança, transferidas através de um link eficiente de internet, para um servidor remoto sustentado pela organização contratada. É um processo muito mais flexível e fácil, especialmente por estabelecer uma rotina periódica de cópias de dados, que garantirá mais segurança do que backups locais.

Tipos de Backups de Dados

Agora que você já conhece as duas principais plataformas para a realização de um backup, pode conhecer os três tipos de backups existentes. Eles variam de acordo com o porte da empresa e sua necessidade, assim como a quantidade de informação que cada corporação mantém. A seguir, confira os principais tipos de backups e suas características.

Completo/full

Como o próprio nome já diz, é o procedimento de armazenamento de dados mais completo e eficiente. Neste processo, é realizado uma cópia completa de todos os dados corporativos. Por esse motivo, o tempo de duração do backup é mais longo, principalmente em se tratando de quantidade de dados mais representativas.

Incremental

Este backup faz a produção de cópias apenas incrementais. Ou seja, ele vasculha o último backup completo e procede com o backup apenas dos dados novos. É recomendado para empresas maiores, com um alto número de dados armazenados e que precisam de bastante agilidade na execução do procedimento de backup. Assim, ao invés de realizar uma cópia completa diária, é feito apenas backup do incremento de dados, em determinado período. Isso garante não somente segurança ao negócio, mas também agilidade.

Uma boa opção para empresas com que possuem grandes quantidades de dados estratégicos, por exemplo, é a utilização semanal de backup completos, seguidos por uma rotina diária de incrementais. Afinal, envolve um alto nível de prevenção e cuidado com os dados, totalmente elaborados em um duplo procedimento rápido e eficaz.

Diferencial

Ao contrário do backup incremental, que realiza cópias de dados de backups completos e incrementais, o diferencial faz o armazenamento de dados criados no backup full – e somente dele.  É recomendado para pequenas e médias empresas que, embora possuam grande quantidade de dados valiosos, não produzem o suficiente para realizar backups constantes.

Ainda assim, enfatizamos que o backup incremental e o diferencial são versões que podem complementar o backup completo – portanto, é interessante utiliza-los paralelamente.

Se você tiver mais alguma dúvida sobre este tema, fique à vontade para entrar em contato com um dos nossos especialistas. É totalmente gratuito e você poderá conhecer mais especificações sobre o assunto debatido e, inclusive, retirar dúvidas caso esteja interessado em investir neste procedimento de segurança.

Continue sua leitura

Állison Souza
allison.souza@ostec.com.br