Acesso remoto seguro e comunicação através de VPN

Post disponível em / disponible en: pt-brPortuguês esEspañol

Tempo de leitura: 5 minutos

Com a economia cada vez mais globalizada, empresas passam a buscar pulverização geográfica, com presença em diversos locais, seja por incentivos fiscais, seja meramente por oportunidade de desenvolvimento de novos negócios. Neste cenário, em muitos casos, funcionários necessitam de liberdade para exercer suas atividades sem limitações geográficas, de forma segura, sem estar preso ao deslocamento físico, seja em grandes distâncias ou em grandes centros, onde cada vez mais perde-se tempo produtivo devido ao caos do trânsito.

O conceito de Rede Virtual Privada, mais conhecida como VPN, surgiu como alternativa financeira de comunicação segura através de enlaces de comunicação públicos, como é o caso da internet, e logo tornou-se uma tecnologia amplamente utilizada para aproximar negócios com foco em segurança, garantindo a integridade, confidencialidade e autenticidade das informações.

Atualmente, diversas tecnologias de VPN são empregadas diariamente para oferecer comunicações seguras na relação entre empresas parceiras, dentro de unidades de negócios próprias, e também para usuários em trânsito, que precisam cada vez mais estarem conectados a seus escritórios, como se estivessem fisicamente nos mesmos.

Por que VPNs são seguras?

Os dados que trafegam por redes públicas estão mais suscetíveis a interceptações, uma vez que estas conexões muitas vezes não seguem padrões de segurança adequados, ou simplesmente por segurança não ser o propósito dos mesmos. Por este motivo, trafegar informações críticas e confidenciais da empresa, nestes ambientes, requer utilização de mecanismos de segurança que dificultem a ação de indivíduos mal-intencionados.

Quando se utiliza uma VPN, é criado um túnel privado dentro da rede pública (internet) entre os lados envolvidos na comunicação (emissor e receptor). Antes dos dados saírem do emissor, eles são criptografados e encapsulados, e então seguem até o receptor. No destino, o processo é exatamente o contrário, até que o receptor tenha o dado original e realize o processamento da ação enviada.

Esse processo só é possível por que antes da conexão ser estabelecida, os lados já têm suas pré-configurações que permitem a validade do acesso, criptografando e descriptografando os pacotes de rede que trafegam os dados entre as partes.

A criptografia permite entregar segurança para os dados trafegados, enquanto que o tunelamento, outra técnica utilizada em VPNs, permite entre outras coisas fundamentais, a alcançabilidade entre redes privadas, ou não roteáveis pela internet. Neste sentido, não somente pelo fator segurança, as VPNs acabam sendo muito empregadas para disponibilizar acesso remoto seguro a empresas e pessoas.

Acesso remoto seguro: qualquer hora, em qualquer local

O trabalho de quem utiliza a tecnologia como ferramenta de apoio no seu dia a dia há muito tempo não se limita a uma estação fixa, no escritório da empresa. Com a evolução da tecnologia e a necessidade das empresas de disponibilizarem seus serviços 24 horas por dia através da internet, surge a demanda por recursos que possibilitem que seus colaboradores executem suas atividades, independente de onde estejam.

Sobre esta perspectiva, um colaborador de uma empresa terá segurança para acessar informações confidenciais através do seu smartphone, enquanto está no caminho para um almoço ou, ainda, do seu notebook, quando estiver em sua casa. Pode ainda trabalhar com tranquilidade enquanto aguarda o seu voo no aeroporto para uma viagem de negócios, caso precise repassar informações, conferir relatórios ou se comunicar com colegas e clientes.

O trabalho, principalmente nas médias e grandes empresas, está cada vez mais descentralizado e orientado as novas tecnologias e a mobilidade. Para se manter no mercado de forma competitiva, é necessário acompanhar essa evolução. Permitindo que os funcionários executem o seu trabalho de qualquer lugar, a empresa ganha um considerável aumento na produtividade e agilidade, tanto individual como do coletivo. Em contrapartida, se o acesso não for oferecido com segurança, isso pode representar uma grande ameaça para os negócios.

São muitos os fatores que introduzem a necessidade de se trafegar os dados privados de uma empresa pela internet de forma segura. Assim como a segurança da informação evolui, os cibercriminosos também, buscando constantemente novas formas de interceptar dados privados para as mais variadas finalidades. Sistemas de informação podem não ser totalmente seguros, porém, a utilização de VPN, para estabelecimento de acesso remoto, reduz drasticamente as chances de interceptação destes dados.

Por onde começar?

O primeiro passo é entender que VPN, por si só, não caracteriza um produto fechado pertencente a uma única empresa, mas sim, trata-se de um conceito e tecnologia, que através da aplicação de soluções e protocolos, oferecem opções para acesso remoto seguro.

Para usuários que se encaixam nos perfis ou necessidades de acesso e comunicação, citados neste post, que não utilizam VPN para o estabelecimento de comunicação com sua empresa, podem avaliar, juntamente com o setor de tecnologia, a possibilidade de aplicação dos conceitos de comunicação segura, através da implantação de VPN.

Para empresários preocupados com a possibilidade de exposição de informações em trânsito, é sugerida avaliação, pelo setor responsável, dos processos de comunicação do mundo externo com a empresa, garantindo o máximo de conformidade em segurança.

Tem mais dicas a respeito da utilização de uma VPN e a segurança que ela pode trazer para o ambiente corporativo? Comente e compartilhe conosco!

Continue sua leitura

Willian Pandini
willian.pandini@ostec.com.br