Quanto sua empresa perde com a indisponibilidade da internet?

Post disponível em / disponible en / available in: Português Español English

Tempo de leitura: 5 minutos

A disponibilidade da internet está cada vez mais relacionada ao tema de continuidade de negócios. Empresas de quaisquer tamanhos tem variados tipos de perda na falta de internet, tangíveis e intangíveis.

Aquelas que vendem pela internet conseguem aferir mais facilmente o custo do minuto ou hora parado. As que não possuem a internet como atividade fim, mas precisam diariamente, seja para pagamento de contas, compra de suprimentos, relacionamento com clientes e parceiros, possuem maior dificuldade para encontrar o custo da indisponibilidade da rede.

Você já parou para verificar como pode medir as perdas decorrentes da indisponibilidade de conexão com a internet? O resultado pode lhe ajudar a aprovar projetos de melhoria interna, seja na aquisição de links, seja em soluções relacionadas a oferecer maior controle no gerenciamento de múltiplas conexões com a internet.

Veja abaixo alguns passos para identificar quanto sua empresa ou seu setor perdem durante a indisponibilidade da internet. São 6 passos que podem trazer grande valor para o ambiente.

#1 Defina um setor

Os setores possuem necessidades diferentes no uso da internet. Para alguns, como comercial, marketing, pesquisa e desenvolvimento, a internet está presente durante boa parte da jornada de trabalho. Para outros, que são mais suportáveis para atividades off-line, o impacto não é tão grande.

Por conta disso, é extremamente importante selecionar um departamento que será utilizado para a avaliação. Lembre-se, setores usam e dependem da internet de maneira diferente, sendo assim, replicar o modelo/fórmula, generalizando os setores, certamente causará falsos positivos em seu resultado.

Exemplo: Pesquisa e desenvolvimento

#2 Entenda o funcionamento do departamento

Entreviste os colaboradores do setor e verifique a quantidade de sistemas utilizados que dependem da internet, relacionando o uso e frequência (diária, semanal e mensal) em que os mesmos são necessários.

O resultado dessa etapa é ter claramente a grau de dependência que o setor possui da internet para a realização de suas atividades laborais, e o que isso representa em termos de carga horária ao longo de um período, como um mês.

Exemplo: Departamento utiliza um conjunto de 8 sistemas, sendo que 6 deles dependem da internet. 4 são de uso diário, 2 de uso semanal e outros 2 são utilizados somente para publicação mensais dos trabalhos realizados, que podem ser produzidos offline e transmitir até o final de cada mês.

#3 Quantifique a necessidade de internet com as atividades do setor

Uma vez conhecido o funcionamento do setor, a dependência dos sistemas que usam a internet e a frequência em que são utilizados, é de suma importância transformar esse conhecimento em números, para que possam ser quantificados. Como exemplo, pode-se listar o número de colaboradores, sua carga horária semanal e a média consumida através dos sistemas internet.

Exemplo: Departamento composto por 12 colaboradores que trabalham 8 horas por dia, sendo que a média de 5 horas (de todos) são utilizadas para uso dos 6 sistemas listados na internet.

#4 Defina um elemento organizacional tangível para medir o impacto

O impacto tangível da indisponibilidade da internet só pode ser calculado se conseguirmos estabelecer uma relação coerente entre a dependência da internet e um elemento interno que permita transformar a dependência em um número. Dependendo da informação que temos acesso, não é possível estabelecer uma relação de impacto financeiro direto, mas podem ser realizadas simulações para gerar atenção sobre o assunto.

O mais comum é fazer uso de folha de pagamento, pois não somente conseguimos associar a produtividade (que para alguns setores é intangível), mas especialmente ao pagamento que está sendo realizado por uma jornada menor de horas que não pode ser totalmente realizada ou concretizada por indisponibilidade do serviço de internet.

Exemplo: A folha de pagamento do setor é R$ 72.000,00 por mês

#5 Construa a fórmula e entenda os resultados gerados

Uma vez que se tenha quantificado a dependência da internet, o tempo médio de uso para determinadas atividades, e um elemento interno ou externo para estabelecer a relação do impacto financeiro, por exemplo, fica fácil para construir uma fórmula que permita avaliar o custo do minuto ou hora parado.

Exemplo: O valor da hora parada para o departamento de 12 pessoas, com o perfil de folha citado, é de aproximadamente R$ 327,00. Em caso de quedas semanais de pelo menos 2 horas, ao final do mês o impacto, somente para aquele setor é de R$ 2.618,00.

#6 Mostre os resultados encontrados

Tendo um histórico de indisponibilidade do serviço fica ainda mais fácil chegar em valores exatos de impacto, bem como replicar isso para demais setores ou para toda a empresa. Apenas não esqueça que setores possuem necessidades diferentes do uso da internet, então é importante avaliar criteriosamente para não haver falsos positivos.

O resultado final, na grande maioria os casos, é que o valor sobre a folha de pagamento é sempre muito maior do que os investimentos necessários para manter um ambiente com alta disponibilidade. E naqueles casos em que não for, significa que de fato você encontrou um meio de entender quando será o momento adequado.

Para finalizar, não esqueça que estamos analisando somente impactos que podem ser facilmente mensurados. Dependendo do ramo de atuação da empresa, a indisponibilidade afeta clientes e parceiros, e por consequência a imagem, credibilidade e tantos outros aspectos intangíveis extremamente importantes para o sucesso das organizações.

Continue sua leitura

Willian Pandini
willian.pandini@ostec.com.br
No Comments

Post A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.