adultos orientação

Segurança digital, conceitos básicos para pais e educadores

Post disponível em / disponible en / available in: Português Español

Tempo de leitura: 4 minutos

O número de crianças na internet aumentou de forma drástica nos últimos anos. Segundo estudo realizado pela Unicef, 1 em cada 3 usuários de internet são crianças e adolescentes em idade escolar. Esses números expressivos reforçam a importância de trabalhar a segurança e o comportamento das crianças no meio digital. Esta “missão” é atribuída a pais e educadores, responsáveis pela formação inicial destes indivíduos.

Alguns pais não sabem ao certo como orientar seus filhos, mas temem pela segurança dos mesmos na internet. Alguns pais, que possuem maior afinidade com tecnologia, utilizam softwares e aplicativos para promover controle sobre o uso da internet. Como, por exemplo, sites que apresentam conteúdo pornográfico e que incitam a violência.

Esses softwares também permitem controlar os horários de acesso às redes sociais, e outros aplicativos, o que evita uso não supervisionado da internet. Contudo, é importante relatar, que é essencial que os pais conversem frequentemente com os seus filhos sobre este tema. Manter um diálogo aberto sobre os meios digital é de suma importância para segurança das crianças.

Exposição e envio de informações

Menina tirando selfie

Uma das principais orientações que os pais devem repassar às crianças é não informar dados pessoais nas redes sem autorização e supervisão. Não somente dados pessoais, como: nome, endereço etc, evitar exposição excessiva do seu dia a dia na internet é muito importante. Estabelecer algumas regras para envio de fotos também é premissa válida para proteger crianças e adolescentes na internet.

Outro ponto relevante é ter acesso irrestrito às redes sociais de crianças e adolescentes. Em posse das credenciais os responsáveis devem supervisionar as ações feitas por seus filhos na internet, priorizando sua segurança.

Perfis fake e a falsa sensação de anonimato

 Homem de mascara

É preciso orientar as crianças sobre perfis fake, anonimato e a falsa sensação de anonimato que a internet proporciona. Ensiná-las que algumas pessoas mal-intencionadas criam perfis utilizando foto e nome de outras pessoas para cometer crimes dos mais variados tipos.

Esses perfis são chamados de fake, e muitas vezes são utilizados por pedófilos para aproximar-se de crianças. Supervisionar as conversas dos filhos e orientá-los a não trocar fotos com desconhecidos e nem marcar encontros é muito importante. Um outro ponto a ser discutido é a falsa sensação de anonimato que se tem na internet. As crianças devem ser orientadas de que na internet e fora dela, elas são a mesma pessoa, portanto, devem agir de maneira correta e respeitosa dentro e fora do meio digital.

Os perigos dos jogos on-line

Garoto jogando

Os jogos on-line, por mais inofensivos que pareçam, podem trazer sérios problemas, associados a segurança digital. Sites para download de aplicativos ou acesso direto a jogos, são iscas perfeitas para hospedagem de malwares que podem infectar dispositivos e causar danos. Vale ressaltar que o problema não está limitado a computadores, mas dispositivos móveis de uso compartilhado. Este tipo de comprometimento pode levar a sequestro de dados pessoais (ramsonware), captura de senhas bancárias e outros problemas causadores de perdas financeiras.

Contudo, as perdas financeiras não caracterizam os maiores problemas associados aos jogos on-line. Este ambiente também vem sendo utilizado por indivíduos mal-intencionados para coagir crianças e adolescentes, resultando em crimes dos mais variados tipos, incluindo pedofilia, estelionato, sequestro, entre outros.

Sites que incentivam o uso seguro da internet pelas crianças

 Crianças no computador

Existem alguns sites que ensinam às crianças os conceitos básicos de segurança e cidadania digital. Um grande exemplo neste sentido é o “Seja incrível na internet”, inciativa do Google, apoiada por outras instituições, que disponibiliza diversos materiais, como jogos, manuais, atividades, treinamentos altamente lúdicos para iniciação das crianças ao conceito de cidadania digital.

Aqui no Brasil podemos destacar um outro site voltado para crianças na internet, é o “Internet Segura”, inciativa do nic.br e cgi.br que traz orientações sobre o uso seguro da internet. Trata-se de uma documentação muito completa que serve como referência para educadores e pais, interessados em difundir conceitos associados a segurança digital.

Os exemplos citados são exemplos de iniciativas de grande relevância, contudo também é possível obter conhecimento junto a outras referências, nacionais e internacionais, tal como segue: SaferNet, Family Online Safety e Connect Safely.

Esses sites trazem maneiras lúdicas de ensinar cidadania e segurança digital, além de trazer notícias e temas atuais sobre segurança digital para crianças e adolescentes.

E para você que tem interesse de acompanhar conteúdos associados a este tema, siga nosso Instagram: @ostecsecurity.

Continue aprimorando seu conhecimento

Thais Souza
thais.souza@ostec.com.br
No Comments

Post A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.