Aprendizado e descoberta 5min de Leitura - 02 de agosto de 2022

A importância do Assessment de Segurança Digital

importância assessment de segurança

This post is also available in: Português

Antes de questionar a importância do assessment de segurança digital, uma pergunta deve ser feita: o ambiente de TI da empresa está adequadamente protegido?

A questão é que se uma empresa depende muito da Internet e da tecnologia, a segurança cibernética deve ser uma parte crítica e significativa da operação. Para garantir que as medidas de segurança cibernética adotadas sejam apropriadas e adequadas ao negócio, as avaliações de segurança devem ser realizadas para analisar as ameaças externas e internas.

O fato é que o assessment de segurança é o ponto de partida para uma empresa estabelecer sua política de segurança cibernética e combater as ameaças. Eis a sua importância: fornece uma visão profunda da postura de segurança cibernética. Assim, pode inclusive ajudar a localizar recursos que estejam sendo subutilizados ou utilizados exageradamente.

Um assessment pode, por exemplo, ajudar a descobrir várias configurações ineficientes que devem ser corrigidas para fortalecer a infraestrutura de TI – situações que sem essa análise continuariam em vigor.

Além disso, é possível ficar ciente de medidas de segurança obsoletas e vulnerabilidades em geral. Lapsos de segurança prolongados e ignorados podem resultar em grandes problemas, o que aumenta as chances de ameaçar a segurança dos dados da empresa e enfraquecer as operações como um todo.

Como visto, o assessment de segurança digital é bastante amplo. Isso levou à criação de diversas classificações sobre o tema. Todas elas ajudam a descobrir e avaliar os riscos e examinar a eficiência dos controles de uma empresa. Selecionamos então alguns tipos:

Avaliação de Vulnerabilidades

Busca trazer uma revisão sistemática das falhas e fraquezas de segurança nos sistemas e na arquitetura de uma organização. Funciona atribuindo níveis de gravidade às vulnerabilidades e recomendando soluções.

Teste de penetração

Envolve simular ataques cibernéticos contra os sistemas de uma empresa, rede interna e externa, APIs, configurações de nuvem, entre outros. O objetivo é descobrir vulnerabilidades exploráveis ao aplicar uma invasão bem semelhante àquelas que os cibercriminosos fariam.

pentest

Avaliação de Risco

Trata-se do processo de identificar, analisar e avaliar os riscos no cenário de TI da organização e quantificar as perdas potenciais resultantes dos riscos.

Avaliação de conformidade

Aqui, a ideia é identificar as lacunas entre os controles do sistema existente e o que é necessário para uma rede segura. Refere-se à conformidade com padrões específicos, como PCI-DSS e HIPAA, conforme e onde aplicável para uma organização. A avaliação de conformidade trata de controles baseados em risco para proteger a confidencialidade e a acessibilidade dos dados.

Não é raro encontrar especialistas em segurança digital afirmando que a execução dessas avaliações de segurança periodicamente é essencial. Separamos então alguns motivos que realçam a importância do assessment de segurança.

1. Garantir a segurança de dados

Uma das primeiras coisas que vêm à mente ao ouvir falar de um ataque cibernético é a segurança dos dados. A realização de avaliações de segurança regulares ajuda a garantir a proteção de dados cruciais, implementando salvaguardas e medidas.

Assim, testam-se os métodos empregados para proteger os dados, para avaliar se de fato estão protegendo os dados dos possíveis pontos de ataque.

O setor de saúde é um bom exemplo. As informações geradas nesta área – como informações do paciente, condições médicas e doenças, prescrições e medicamentos e procedimentos médicos – são de natureza extremamente sensível e sigilosa.

Quaisquer dados que uma organização de saúde armazena, transfere, processa ou mantém devem ser adequadamente protegidos. Os dados podem estar guardados em um ou mais bancos de dados, servidores, equipamentos médicos conectados, dispositivos móveis e armazenamento em nuvem. Todas essas plataformas precisam ser protegidas da melhor maneira possível.

As medidas de proteção incluem avaliações de risco, bloqueio da rede e, em casos extremos, desligamentos do sistema. Eles ajudam a evitar fraudes médicas e vazamento de informações pessoais dos pacientes.

Uma variedade de serviços é empregada para garantir a segurança dos dados, incluindo testes de penetração internos e externos, avaliação de segurança de banco de dados e testes de aplicativos da web.

2. Realocação de Recursos

Você pode não saber quais recursos sua empresa está usando de forma insuficiente ou excessiva até realizar uma avaliação de segurança. Para vulnerabilidades identificadas, uma avaliação de segurança indica e ajuda a organizar os recursos necessários por prioridade. Por outro lado, com uma auditoria, uma avaliação de segurança também ajuda a reduzir os recursos e ferramentas que a empresa não precisa, mas continua pagando.

Isso ajuda a reduzir despesas desnecessárias e liberar parte do orçamento de TI para investir em outros aspectos mais importantes. Além disso, as avaliações de segurança também fornecem uma plataforma para identificar as necessidades de treinamento dos funcionários.

As lacunas entre a educação e as operações dos funcionários e os padrões da empresa podem ser identificadas com eficiência e preenchidas com estratégias de treinamento e aprimoramento.

3. Procedimentos de Segurança Cibernética

Nem todas as empresas são capazes de se recuperar de uma violação de dados. Assim, o ideal é estabelecer políticas e procedimentos robustos para fortalecer a postura geral de segurança. Para fazer isso de forma eficaz, deve-se começar com uma avaliação de segurança estratégica que tenha o apoio de especialistas do setor para revisá-la.

Geralmente, os tópicos abaixo devem ser abordados nas políticas e procedimentos de segurança cibernética.

  • Diretrizes relacionadas ao controle de acesso e gerenciamento de contas de usuários.
  • Governança da segurança da informação e gestão de riscos.
  • Padrões para melhorar a segurança de estações de trabalho e dispositivos.
  • Plano de continuidade de negócios, plano de recuperação de desastres e outras medidas corretivas.
  • Arquitetura e design de segurança com foco na implementação adequada de sistemas de TI e controles de segurança.

4. Apoio estratégico

Outra razão importante para realizar avaliações de segurança regularmente é desenvolver planos de contingência para recuperação de desastres, fortalecer o plano geral de segurança e mantê-los atualizados à medida que o ambiente de ameaças cibernéticas evolui.

Não importa se os dados da organização estejam armazenados no local, na nuvem ou em ambos; uma avaliação de segurança ajuda a indicar informações cruciais que precisam ser armazenadas em backup. Tudo começa com a priorização dos ativos mais valiosos da empresa, pois o principal objetivo após uma situação de desastre é restabelecer as operações comerciais primárias o mais rápido possível.

Em caso de emergências e falhas na segurança, o plano de contingência fornecerá as diretrizes para restauração de dados e serviços a partir de backups e outras atividades.

5. Identificar riscos

As ameaças à segurança podem ser externas (cibercriminosos tentando invadir os sistemas) e internas (um funcionário irritado querendo causar danos), ou um malware que ultrapassou as barreiras de proteção da empresa.

Avaliações periódicas de segurança expõem vulnerabilidades e riscos de segurança associados a todo o cenário de TI. A empresa pode estar preparada e equipada com ferramentas e recursos necessários para se defender contra ataques externos se estiver ciente das vulnerabilidades, e não simplesmente se defender cegamente.

A avaliação de segurança também incluirá a classificação das vulnerabilidades descobertas de acordo com a gravidade do impacto e probabilidade, com diretrizes de correção.

6. Conformidade

Outra grande razão pela qual a avaliação de segurança é tão importante. Afinal, ajuda a analisar e pontuar a postura de segurança da informação da empresa em relação aos padrões reconhecidos globalmente e à implementação das melhores práticas. Pode-se considerá-lo como uma avaliação de lacunas que identifica o que é necessário para atender aos padrões estabelecidos.

Por exemplo, a conformidade de segurança comum para o setor de saúde nos Estados Unidos é a HIPAA (Health Insurance Portability and Accountability Act), que se aplica a todos os provedores de assistência médica e serviços relacionados, como seguradoras.

Outro exemplo é a PCI DSS (Payment Card Industry Data Security Standard), que abrange entidades que lidam com dados dos titulares de cartões. Qualquer empresa que armazene, processe ou transfira dados do titular do cartão deve estar em conformidade com a PCI DSS.

Razões para realizar um assessment de segurança numa empresa não faltam. Todas elas reforçam a relevância dessa prática, e as empresas que a realizarem periodicamente mostrarão que estão comprometidas em garantir que o negócio permaneça protegido contra as ameaças cibernéticas – sejam elas quais forem.

This post is also available in: Português