QoS: O que é e quais os seus benefícios?

QoS: O que é e quais os seus benefícios?

Post disponível em / disponible en / available in: Português Español English

Tempo de leitura: 5 minutos

A internet é um recurso indispensável para a grande maioria das empresas. Por isso, é primordial a manutenção da disponibilidade dela, a fim de evitar interrupções de atividades críticas para o negócio. A aplicação de medidas que garantam a eficiência do recurso, tais como redundância de links (circuitos), balanceamento e QoS, são alternativas para aprimorar a experiência dos usuários.

Otimizar a internet é essencial, pois é um ativo que apresenta custo elevado, especialmente nos casos de circuitos corporativos dedicados, com alta capacidade e robustez. A priorização da banda, através da utilização de QoS, é uma alternativa amplamente utilizada para garantir a qualidade de acessos prioritários no ambiente corporativo – de forma totalmente personalizada.

Neste post, apresentaremos conceitos essenciais sobre QoS, informações sobre o modo de funcionamento e benefícios da sua aplicação nas organizações. Continue a leitura e entenda como o recurso pode ser útil para o dia a dia de profissionais de tecnologia, agregando valor para a empresa!

Caracterização do Problema

Imagine um cenário corporativo onde não existe nenhum tipo de controle sobre a navegação dos usuários. O ambiente conta com apenas um link de internet, compartilhado entre os colaboradores da organização. Todas requisições de acesso à internet são efetuadas simultaneamente e atuam de maneira concorrente, ou seja, sem qualquer tipo de priorização. Assim, colaboradores que tentam acessar sites ou aplicações web (críticas para o negócio), disputam com usuários que visitam sites de jogos, vídeos – ou utilizam o link corporativo para fazer downloads de arquivos e de acessos não relacionados a sua atividade-fim.

É fundamental que o tráfego destas aplicações críticas passe a ter prioridade em relação as demais requisições, feitas por outros colaboradores da empresa. É aí que entra o papel do QoS.

O que é QoS, afinal?

As principais características do QoS (Quality of Service), ou Qualidade de Serviço em português, são apresentadas como um conjunto de mecanismos que asseguram o desempenho de aplicações críticas, garantindo a elas largura de banda suficiente para sua correta operação. O seu conceito baseia-se na ideia de que os acessos não devem ser tratados de forma igualitária, possibilitando priorizar tráfegos específicos.

Ao utilizá-lo, os profissionais podem alterar a forma como os pacotes de rede são encaminhados para a internet, permitindo que os recursos existentes sejam utilizados de forma mais eficiente. Com o QoS, estes pacotes são marcados para distinguir os tipos de serviços e os roteadores são configurados para criar filas virtuais distintas para cada aplicação, de acordo com sua prioridade.

Desta forma, uma faixa da banda poderá ser reservada para que determinados tipos de sites ou aplicações tenham acesso prioritário. Existem também outros protocolos e algoritmos que podem ser utilizados para aprimorar o gerenciamento do recurso de internet, potencializando a experiência obtida com a aplicação do QoS.

Quais os benefícios gerados pela aplicação do QoS?

A implantação do QoS é, sem dúvida, crucial para garantir a disponibilidade de aplicações críticas para o negócio. Isso porque, em alguns casos, elas demandam largura de banda diferenciada, além de garantia que a transmissão de dados seja feita sem quaisquer interrupções ou perdas de pacotes.

Abaixo, veja alguns benefícios que o QoS traz ao ambiente corporativo:

  • Garante que as aplicações de missão crítica tenham sempre os recursos necessários para o seu funcionamento;
  • Possibilita o melhor gerenciamento do recurso de internet pelos analistas e administradores;
  • Reduz os custos através da utilização eficiente da internet, assim postergando investimentos na expansão de links;
  • Minimiza o impacto causado pelo tráfego concorrente não relacionado ao trabalho;
  • Melhora a experiência do usuário e garante tempos de respostas mais adequados, de acordo com a prioridade do acesso.

Em boa parte das empresas, o conceito de QoS não é aplicado de maneira adequada – ou sequer é aplicado –, refletindo em uma série de problemas para o negócio. Demandas frequentes de ampliação do recurso de internet, geradas por experiências insatisfatórias dos usuários, na maioria das vezes podem ser contornadas através da aplicação de mecanismos de controle, que prezam por segurança e disponibilidade.

Por isso, antes de investir na ampliação do recurso de internet, avalie de maneira criteriosa sua estrutura física e lógica, e verifique se existem pontos que podem ser aprimorados. Assim, sua empresa utilizará melhor os recursos existentes e fará investimentos mais assertivos. Para compreender melhor ainda o funcionamento do QoS e como extrair todos os benefícios do recurso, converse com um dos nossos especialistas. É um bate-papo de 30 minutos e totalmente gratuito!

Continue sua leitura

Willian Pandini
willian.pandini@ostec.com.br