Proxy web: Conceitos essenciais sobre categorização de conteúdo

Post disponível em / disponible en / available in: Português Español English

Tempo de leitura: 5 minutos

A internet apresenta uma variedade cada vez maior de sites, abrangendo uma infinidade de conteúdos para públicos com necessidades de consumo diferenciadas. Esta característica faz da internet um ambiente bastante rico, auxiliando usuários a formar conceitos e obter informações, de forma mais eficiente. Em contrapartida, a amplitude de sites distribuídos na rede, traz um desafio representativo no que tange controle dos acessos de usuários, principalmente em ambientes corporativos.

Boa parte das empresas adotam medidas para controle dos acessos dos colaboradores, incluindo estabelecimento de políticas de uso da internet e mecanismos lógicos de controle, com o objetivo de garantir a produtividade dos funcionários e a segurança dos ativos da empresa. Assim, o controle baseado em categorização de conteúdo, surge como uma forma de facilitar a construção e manutenção das regras de acesso, através de base de sites categorizados, possibilitando que administradores controlem com maior eficiência os acessos dos usuários.

Nesse post você terá acesso a informações relevantes sobre categorização de conteúdo, e como isso pode melhorar a eficiência das políticas de segurança aplicadas em ambientes corporativos. Acompanhe!

O que são categorias e como funcionam?

Categorias são conjuntos comuns de URLs que oferecem o mesmo tipo de conteúdo, e por conta disso, são representadas de forma única. Por exemplo, uma categoria de entretenimento possui um conjunto de sites cujo conteúdo reflete sua descrição ou propósito.

Existem alguns bilhões de sites na internet, por conta disso, a categorização oferece um caminho rápido e muito mais seguro para o gerenciamento de políticas de acesso a internet. Essas bases são mantidas por empresas especializadas e atualizadas com muita frequência.

Cuidado com bases de dados gratuitas, geralmente há uma grande incidência de falsos positivos que dependendo do tamanho da estrutura, torna-se inviável a utilização. Uma boa base de dados deve não somente ter uma grande quantidade de sites, mas os mesmos devem estar muito bem classificados.

Por conta da quantidade de sites internacionais, conteúdos oferecidos em diversas línguas, quanto mais internacionalizada for a base de dados, mais segurança para as empresas, uma vez que determinada categoria não irá refletir somente conteúdo de um país.

A categorização dinâmica de URL tem como referência uma base de dados de bilhões de sites, devidamente classificados, por empresas especializadas, possibilitando o gerenciamento facilitado dos acessos, assegurando proteção contra ameaças e aderência com as políticas de uso do recurso de internet. Milhares de URLs já foram categorizadas, e novos sites, acessados pelos usuários, são classificados em tempo real, gerando atualizações diárias na base de categorias, de forma automática. As categorias mais tradicionais adotadas em empresas são, por exemplo: jogos, redes sociais, conteúdo adulto, entre outras. Existem, porém, diversas outras possibilidades definidas com base nas necessidades de cada negócio.

Proxy web com controle baseado em categorias

Segurança

A utilização de regras com base em categorias, trazem maior efetividade no que tange controle do acesso a sites, uma vez que existem categorias de URLs associadas a spyware, phishing, keylogging, e distribuição de vírus. Vale ressaltar que a manutenção manual de listas de acessos, contemplando URLs com estas características, de modo a utilizá-las no proxy web, é uma forma pouco eficiente de controle dos acessos em ambiente corporativo, sendo pouco viável sua aplicação, na maioria dos negócios.

Eficiência

A utilização de categorias na construção de regras de controle de navegação torna o processo de configuração muito mais eficiente, reduzindo falhas de cobertura e minimizando o tempo investido pelo analista de TI na estruturação e manutenção das mesmas. Os investimentos na aquisição de soluções, com foco em categorização, são rapidamente justificadas, através dos benefícios proporcionados pela solução.

Conteúdos impróprios ou nocivos ao ambiente corporativo

As políticas de acesso a sites, normalmente adotadas nas empresas, além de tratar conceitos de produtividade e segurança, visam formalizar conteúdos que não são apropriados ou compatíveis com o ambiente de trabalho. A categorização de URLs também auxilia no processo de aderência a esta demanda, possibilitando restrição de acesso a sites relacionados a conteúdos adultos, drogas, jogos, organizações políticas entre outros.

Controle sobre as mídias sociais

Pesquisas recentes comprovam a perda de produtividade associada ao uso sem controle de mídias sociais como Facebook, Twitter, Linkedin, e Youtube, em horário de trabalho. O controle de acesso por categorias é um grande aliado para controle estes acesso, possibilitando a definição de regras personalizadas de acesso, tendo por base setores e horários, garantindo total aderência as políticas de acesso, adotadas pela empresa.

Políticas personalizadas

O controle realizado a partir de categorias não tira do administrador a flexibilidade e a possibilidade de trabalhar com listas manuais e gerar exceções nos grupos de websites. Assim, a categorização de conteúdo permite que sejam adicionadas outras URLs, para a construção das regras de acesso em consonância com as necessidades do negócio.

Categorização de URLs, para maior eficiência e segurança

Tal como exposto nos parágrafos anteriores, criar manualmente políticas de acesso, com base em regras que utilizam listas criadas manualmente, por membros da equipe de TI, é algo pouco eficiente e seguro, dependendo do nível de segurança exigido pelo negócio. Neste sentido, o controle baseado em categorias adiciona uma camada fundamental de segurança, permitindo gerenciar de forma mais assertiva os acessos à internet. Vale ressaltar a importância de atentar-se as bases gratuitas e públicas utilizadas nos motores de categorização de URLs, que são normalmente limitadas e geram falsa sensação de segurança. Como via de regra, as empresas devem buscar por fornecedores especializadas que ofereçam soluções atualizadas, aprimorando a experiência da empresa em conceitos de segurança.

E você, já conhecia o conceito de categorização de conteúdos, com base em URLs? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários!

Continue sua leitura

Cassio Brodbeck
conteudo@ostec.com.br
No Comments

Post A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.