Notebook, livro e caneca sobre uma mesa em frente a janela.

Home Office em tempos de coronavírus é uma boa opção?

Post disponível em / disponible en / available in: Português Español English

Tempo de leitura: 4 minutos

Grandes empresas mundiais estão adotando o home office como forma de prevenção contra o coronavírus e sua atual variação, o Covid – 19.

Desde que o vírus começou a se espalhar pelo mundo, as grandes empresas perceberam a necessidade de adotar o formato de trabalho remoto, possibilitando que os funcionários trabalhem de sua casa.

A decisão de adotar o home office, traz inúmeros benefícios, ainda maiores em se tratando do cenário atual. Contudo, possibilitar o trabalho remoto é uma tarefa bastante desafiadora para a grande maioria das empresas, uma vez que o dado corporativo passa a não estar mais no perímetro da rede da empresa.

Tal situação exige estabelecimento de políticas consistentes de segurança digital e um aparato de tecnologia que possibilite proteger os ativos da empresa e seus dados.

Segundo uma pesquisa realizada pela Kaspersky em parceria com a CORPA, cerca de 75% dos latino-americanos possuem um notebook somente para trabalhar e 30% dessas pessoas se conectam em redes Wi-Fi públicas quando não estão no escritório, como por exemplo: cafés, aeroportos e restaurantes.

Apenas 8% desse grupo de pessoas faz uso de VPN (rede virtual privada) quando se conecta a uma rede fora de sua empresa.

A pesquisa ainda aponta que 44% dos entrevistados trabalha em locais que possuem uma política de segurança corporativa a respeito do uso de smartphones e tablets. Outros 35% disseram que onde trabalham não há regras neste sentido.

Já outros 21% dos entrevistados desconhece se sua companhia possui alguma política ou regra implantada.

Porque utilizar uma VPN?

São inúmeras as razões para as empresas utilizarem VPNs. Dentre elas, podemos destacar o aprimoramento da segurança, privacidade e integridade dos dados trafegados.

Além disso, as VPNs possibilitam que os usuários possam acessar dados sensíveis da empresa em redes públicas, de maneira segura, trazendo maior disponibilidade e mobilidade para negócios e pessoas.

As VPNs permitem encurtar distâncias, facilitando a comunicação entre pessoas e empresas, com máxima segurança.

Você pode ler mais sobre VPN aqui.

Prevenção da empresa e coronavírus

Com a doença se espalhando rapidamente, o home office se tornou uma das melhores opções para que os funcionários possam continuar trabalhando sem estarem expostos aos riscos do contágio.

Algumas pesquisas também mostram que muitas pessoas são mais produtivas trabalhando em casa por vários motivos.

Porém, antes de pensar em home office, as empresas devem explicar aos seus funcionários os riscos aos quais eles e a organização estão expostos se as medidas de segurança necessárias não forem tomadas ao se conectar a redes fora da empresa.

Segundo Dmitry Bestuzhev, diretor da equipe de pesquisa e análise para a América Latina da Kaspersky:

“O coronavírus não apenas está colocando a saúde das pessoas em cheque, como também está sendo usada como isca por cibercriminosos para propagação de malware. Se por um lado o aumento do trabalho remoto ajuda a proteger a saúde dos trabalhadores, por outro, os criminosos tentam tirar proveito do interesse por informações sobre a doença, ocultando arquivos maliciosos em documentos supostamente relacionados a este surto. Enquanto estivermos preocupados com as ameaças à saúde, é possível que surjam mais e mais golpes”.

O especialista afirma que é essencial para as empresas reexaminar seus sistemas de segurança e a política de acesso remoto à rede corporativa.

Além disso, devem orientar e incentivar seus funcionários a serem cautelosos nos dias de home office.
 

Dicas para reduzir os riscos de segurança no home office

Para reduzir os riscos de segurança associadas ao home office, vale seguir algumas dicas de proteção on-line.

– Orientar seus colaboradores sobre os riscos de clicar em links e fazer downloads de origem desconhecida ou duvidosa. Como já citado acima, os cibercriminosos estão tirando proveito do coronavírus para espalhar malwares;

– Utilize uma solução de segurança adequada para proteger todos os dispositivos da empresa;

– Restrinja os direitos de acesso dos usuários que se conectam à rede corporativa;

– Instale atualizações mais recentes dos sistemas operacionais e de aplicativos;

– Forneça uma VPN para as equipes se conectarem com segurança.

A decisão de liberar os colaboradores para home office é da empresa, porém, com uma doença tão séria se espalhando rapidamente, é algo a se considerar, principalmente em ambientes fechados e sem ventilação.

É importante lembrar de orientar corretamente seus colaboradores para utilizarem seus dispositivos com responsabilidade e segurança fora do ambiente corporativo, preferencialmente com o uso de VPN para maior segurança.

Gostou do artigo? Deixe sua opinião sobre home office nos comentários e não deixe de nos seguir em nossas redes sociais: Facebook, Instagram, Linkedin, Twitter.

Via: Computerworld.

Continue aprimorando seu conhecimento

Thais Souza
thais.souza@ostec.com.br
No Comments

Post A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.